terça-feira, 12 de janeiro de 2010

ARVORES SAGRADAS .......continuação




Ahwa'tin


A poupa de seu fruto é rica em sacarose e com ela se fabrica uma bebida. Suas sementes são ricas em proteínas e lipídios servindo na alimentação, no preparo de seu óleo e na confecção de sabões de uso doméstico. A fabricação de sabões com lipídios ervas e cinzas faz parte do conhecimento do vodun-sinsen. Este atin é popularmente conhecido no Benin como Néré e entre os fons como Ahwa'tin (aqüatin), é nativa nas savanas. Possui propriedades medicamentosas no tratamento natural da hipertensão, das hemorróidas e das dermatoses em geral.

 
 

Kpaklesi; Hunkpasle; Ologun Sese
Esta árvore possui folhas com ação analgésica e anti-inflamatória, é conhecida pelos fons como Kpaklesi, pelos guns como Hunkpasle e pelos iorubás e nagôs como Ologun Sese (Sheshe). É rica em flavonóides e tem sido muito estudada em laboratórios do mundo.
Como preparo do indivíduo a sociedade e reintegração à sua família, a medicina natural é importante matéria a ser ensinada no hunkpame, são conhecimentos milenares que são repassados e estão contidos em orações quase sempre cantadas para melhor serem assimiladas, assim também se canta falando das folhas; das árvores; das ervas seus aspectos litúrgicos e medicinais, quase sempre associados. A pedagogia do hunkpame no Benin é a pedagogia da aldeia, vai além do místico estando fundamentada nele, porém, não estacionada nele como na diáspora. Parte-se do princípio que ela é um preparo teórico e prático para a vida.


Kpatimawiniwini ou Yovokpa'tin; Ewe Igbale ou Ewe Oyibo

A Acássia-branca é popularmente conhecida entre os fons pelo nome de Kpatimawiniwini ou Yovokpa'tin; entre os nagôs e iorubás pelo nome de Ewe Igbale ou Ewe Oyibo. Muito estudada como produto natural; contém cerca de trezentas substâncias nutritivas em seu extrato seco. É uma árvore cujas folhas são comestíveis e se preparam como qualquer hortaliça na alimentação, em sopas; ensopados; etc. É um poderoso recurso contra a desnutrição, além de ser um vegetal exótico e chamar muito a atenção. Suas sementes de igual forma são ricas em lipídios e proteínas. Muitos lhe conhecem na África ocidental, comercialmente, pelo nome de Yovo'tin, corruptela do nome Yovokpa'tin. Costuma-se desenvolver mudas deste vegetal para a forragem de ruminantes e a engorda dos mesmos.
Esta árvore belíssima é consagrada a Kuyito (Kutito ou Egun), e é a morada dos ancestrais; também é venerada ali a senhora dos Eguns, Oya Igbale, local onde os ancestrais e Oya recebem suas oferendas, por isto os nagôs e iorubás lhe denomina Ewe Igbale, ou seja: Folha do Igbale, que é a morada de Egungun.
O papel de Kuyito (ou Kutito), a ancestralidade, é tão importante na preservação da sociedade para os fons de uma forma geral, aqui deparamos que a árvore que alimenta é justamente consagrada aos seus antepassados. Isto nos faz refletir sobre pensamento do homem fon, especialmente do gbe, e os valores morais e sociais de suas tradições, a continuidade de sua vida de geração-em-geração através da tradição cultural.

Nenhum comentário: