terça-feira, 13 de abril de 2010

ORI - PARTE I

ORI





O corpo humano segundo a tradição afro religiosa é composto das seguintes partes.



ARA - ou corpo físico visível.



OJIJI -  E a nossa sombra, nos acompanha onde quer que vá, ao mesmo tempo é seu amigo e seu inimigo. Quem não tem sombra está morto.



EMI -  é a respiração, o sopro de vida que anima o corpo humano. É o oxigênio que oxida o sangue e produz o calor necessário para a sobrevivência da célula ...



OKAN - o coração, é responsável pela manutenção de todas as partes do corpo vivo, levando o fluido vital (sangue), carregados com oxigênio e alimento para estas.



ORI - A cabeça é ela que pensa e ordena ao corpo (ARA) os movimentos e ações, assim como comanda todas as funções vitais e é onde está contido o ORI INU ..



ORI INU - é o espírito interior do homem, é o eu de cada um, é a parte mais importante e também invisíveis para a existência. É independente de cada ser humano. Ori será afetado por dois componentes do corpo: o estômago  (IPIN JEUN) e os órgãos sexuais (OBO ATI OKO), ambos podem levá-lo a perder o controle.



OPOLO – O cérebro – é ele que acumula através dos anos os conhecimentos necessários para que ori alcançe a compreensão, o conhecimento e a inteligência que serão aspectos que melhorarão seu desenvolvimento dimensional .

IPAKO - Cerebelo: A parte que rege as ações do corpo (ARA). Nem sempre atua em conjunto com Opolo porque se vê influenciado por ipin jeun e obo ati oko.



ABIBO -  O Orixá que ensinou aos homens a trabalhar e a mover os membros. Ele vive dentro do cérebro e da família de ori. É constituída de duas partes: akinkin otun olo orun abibo (hemisfério cerebral direito) e osin olo orun abibo gongo orun (hemisfério cerebral esquerdo).


ORI INU -  se divide em duas partes: ORI APERE e APARI INU.



ORI APERE - É o caminho que já esta predestinado na terra para cada individuo.



APARI INU: Este será o comportamento ou o caráter da pessoa, que definitivamente melhorará ou piorará seu ORI APERE ou seu destino na terra. Se seu APARI INU for bom, então, poderá ser capaz de suportar as vicissitudes da vida em paz e harmonia, pode diminuir a dor, evitar as armadilhas, atenuar as consequências negativas, não dar importância às coisas materiais que só nos acompanham por pouco tempo , vai colocar tudo em termos de espiritualidade e de sua capacidade de adaptar-se a seu  preconcebido destino, nos levará para a  felicidade apenas colocando terra abaixo nossos sentimentos impuros que obscurecem o interior de cada um de nós são eles: a vaidade, o ódio, o ciúme , egoísmo, maldade, ressentimento, etc  Sendo assim, teremos logrado o prazo para o fim, denominado IWA PELE que é a nossa paz interior e o controle do ORI APERE  alcançando assim o estado de ORUN RERE um estado, que é o céu ou a dimensão dos deuses, ou seja, dizer que se converteria em um ORIXÁ que é o verdadeiro objetivo da religião.

Quem tem seu APARI INU em desacordo com seu ORI APERE obterá um estado de ORUN APAADI., que é uma dimensão de sofrimento onde fica ali  esperando apos a morte até chegar a hora de regressar á Terra, AIYE, que é onde passamos as provas e iremos melhorando nossa espiritualidade alcando distintos níveis no ORUN até alcançarmos novamento o final ORUN RERE. Ifa diz que a Terra é um mercado, e o céu é nossa casa. Os animais seriam um exemplo para seguirmos,pois a tartaruga se conforma em nadar em suas águas e ali encontrar seu alimento e faz isso muito bem, porem nunca lhe ocorrera voar como uma águia, e asssim como a águia voa alto e veloz, captura sua presa onde queira , e não lhe ocorre tentar nadar e comer como a tartaruga. A incoformação é o inimigo do APARI INU e por sua vez se APARI INU se perder, nosso ORI APERE será um desastre.

continua............

2 comentários:

Luiz Marins disse...

Sugiro também a leitura deste material:

"A imortalidade ioruba"

texto de Aulo Barretti Filho, composição de Luiz L. Marins,

aqui >

http://grupoorixas.wordpress.com

Hunso Sueli de Vodun Abe disse...

Ja li, excelente formatação do texto sobre o ori. Obrigada pela dica.